segunda-feira, 2 de maio de 2011

our favourite frenemie : zara!

Mais uma vez, numa volta pela blogosfera deparei-me com este post no blog da brilhantinas:
Ela fez uma coisa que eu há muito querida fazer: comparar as calças de tamanhos de mulher com as de criança! (oh  yeah, segundo ela a diferença é mínima ou a tocar no nulo!)
Esta é uma questão que me diz bastante por todas as razões e mais alguma e que achei que também devia opinar! ; )
Não sei se se lembram, mas há uns anos a Zara esteve envolta em polémica por exactamente essa razão (os tamanhos estarem a cada vez ser mais pequenos) quando uma jovem modelo brasileira morreu de anorexia mas ao que parece nada foi feito. A verdade é que para uma rapariga/mulher (e mesmo alguns rapazes), ir às compras e nada servir é algo muito frustrante que desencadeia uma série de acções (maioritariamente parvas) como deixar de comer, fazer horas e horas de exercício físico e desenvolver uma ideia de si próprias disforme e não congruente com a realidade. Acho que para nos lembrarem que o nosso corpo não é perfeito bastam as capas das revistas com modelos vestidas em photoshop.
Aparte do mal que uma decisão como esta traz em termos de saúde física e mental (a de encolher os tamanhos das roupas), tentei ver o lado da Zara, e eis a minha teoria:
A Zara tem ganho cada vez mais peso e importância no seu público alvo que a vê como muito boa opção a marcas de luxo. E aposto que a Zara não quer perder essa imagem e como tal sobe os preços (afinal de contas marca se é boa e reconhecida tem de ser paga para isso! -.-') e num segundo passo quer ver as suas roupas na rua, mas não em qualquer pessoa: modelos era perfeito mas como uma marca não vive só de meia dúzia de pessoas espalhadas pelo mundo... toca a impor que todas as nossas clientes sejam as nossas modelos! (the thinner the better the piece of cloth will look!-.-')

"E o culpado sou eu?!"

Sim my dear fashionistas! Pois com meninas assim:

que começaram praticamente como qualquer uma de nós e que agora vão a todas as Fashion Weeks usando Zara com muito orgulho (fashion isn't all about brands. it's about creativity!), é natural que a marca se sinta importante!
É também por causa delas (e de nós) que a Zara se inspira que grandes nomes da moda internacional e nos dá a preços (+-) razoáveis peças que, por norma, dificilmente teríamos acesso:
(Clearly Prada inspired!)
 
 
Anyway, o post já vai longo e se tiveram paciência para ler até aqui, pff deixem a vossa opinião. Esta é apenas a minha! :)

5 comentários:

mademoiselle joanne disse...

adorei o texto e subescrevo-o inteiramente! tens toda a razao minha querida =) parabens!!

SARA SILVA disse...

obrigada por me relembrares do post, ja me tinha esquecido (a)

eu acho que defendeste muito bem a tua opinião! eu sei que não tenho grande credibilidade para falar neste assunto porque eu sempre fui magra. na verdade eu cheguei a ter bastantes complexos por causa disso porque eu nunca fiz nada para emagrecer e na adolescência, eu era tipo tábua então toda a gente mandava bocas e gozava, também me custou. Felizmente comecei a ignorar isso e a gostar mais do meu corpo, mas também cheguei a ter problemas com a roupa, principalmente as calças porque raramente encontrava umas q me serviam -.-

Agora sobre a Zara: sim, eu acho que realmente a marca tem tentado afirmar-se, elevando os preços e até mesmo isso dos número de roupa, eles querem escolher melhor os clientes, essa é a verdade. E isso é estúpido, até porque actualmente a tendência tem vindo a ser para valorizar mais os corpos "gordinhos" que também têm a sua beleza. Mas há que nos lembrarmos de uma coisa: podemos gostar da Zara e das roupas deles, mas essa não é a única loja de roupa, actualmente temos tantas opçoes! Mas sim, não deixa de ser triste e ainda mais triste que isso é o facto de haverem raparigas e rapazes que vão criando distúrbios na sua cabeça por causa de toda essa pressão para terem um corpo que, supostamente, é considerado perfeito.

A beleza é um conceito muito relativo e eu cada vez fico mais admirada: há tantos modelos e modelas que eu acho feios/as mesmo, de cara, e no entanto são super procurados. Ninguém pode dizer "tu és feia" porque a beleza depende de muita coisa, principalmente do conceito de cada um :)

desculpa o comentário tão longo, LOL, espero que tenha feito valer a minha opinião :)

beijinhos! *
http://eighteenandalife.blogspot.com/

Sara Esteves disse...

obrigada joana!:D

sara, concordo inteiramente contigo. Fui este ano a 1ª vez a um desfile da moda lisboa e fiquei parva por só achar uma modelo +- bonita! as outras eram esqueléticas e com uma cara que me dizia pouco mais que "feio" (fala o roto do nu, mas anyway:P)
tbm tive a adolescencia cheia desses momentos que falas mas pelo motivo contrário ao teu e tbm, felizmente, aprendi a gostar d emim pelo que sou e não pelo que o espelho ou os olhos dos outros possam eventualmente dizer. E acho que se a zara ou qualquer outra marca acha que só um determinado tipo de corpo serve para as suas roupas, algo me diz que vão ter problemas (visto que falamos de uma cadeia internacional fast-fashion).

fashion hunter disse...

É verdade e isso acontece com a Zara e com muitas outras marcas fast fashion, qual o resultado?
Muídas que se entendem por normais, nem gordas, nem magras muitas vezes com o peso ideal para a altura e a vestirem cada vez números maiores.
Claro está que depois se vêm míudas cada vez mais novas a serem obcecadas em serem magras, cada vez mais magras.


enfim não sei qual será a solução para isto, porque já são tantas as pessoas convencidas de que tem quase de ser anoréticas para estarem na moda, tudo lhes ficar bem que se torna dificil mudar essa mentalidade.

XoXo Fashion Hunter
http://miwardrobeistuwardrobe.blogspot.com/

My True Options disse...

Olá! :)
Obrigada pelo comentário no meu blog!!
Na minha opinião, os tamanhos da Zara já foram bem mais pequenos. Eu própria, que noutras marcas uso o Médio, na Zara uso o Small em quase tudo. O problema é que a maior parte das vezes apresenta soluções apenas até ao Large, o que significa que as pessoas ditas gordinhas não possam usar a marca. E isso é um contrasenso, seja qual seja a estratégia. Não acho que seja para "obrigar" a actos de dietas por parte das clientes, para que a roupa assente bem como em modelos, porque, acima de tudo, como qualquer outra marca de venda massificada, a Zara quer é isso mesmo: vender muito!! E está mais do que provado que as gordinhas também podem ser ditadoras de tendências e vestir as peças mais trendy! Basta analisar o "boom" de blogues que existem de meninas com peso a mais e que têm milhares de visitas diárias e um sucesso estrondoso! Como conseguem roupas que lhes sirvam? Talvez noutras marcas, ou por encomenda, não certamente no Grupo Inditex!
Fiz, aliás, um post sobre "Fatshionistas" há já alguns meses!! Se quiseres dar uma vista de olhos fica aqui o link:

http://mytrueoptions.blogspot.com/2010/09/fatshionistas.html

Acho mesmo que a Zara deveria repensar melhor a sua política de tamanhos!!

PS. Também já sigo o blog!!

Bjs

Mácia